5 dicas para evitar Doenças Oculares

5 dicas para evitar Doenças Oculares

A saúde ocular pode ser prejudicada, basicamente, por doenças congênitas, genéticas ou não, que podem afetar apenas os olhos ou, também, outras partes do corpo, traumatismos oculares e doenças que podem ser evitadas com cuidados básicos e higiene da região ocular.

E, para completar, cada estação do ano traz possibilidades diversificadas para o aparecimento de males oculares de todas as proporções, desde apenas incômodos mais leves, até problemas mais graves.

Por isso, seguir as dicas abaixo é imprescindível para que você possa gozar de boa saúde dos olhos e evitar algumas doenças cujo controle está, literalmente, em nossas mãos. Com elas, você vai aprender que seus antepassados é que estavam certos no conselho que lhe deram por toda a vida: em se tratando dos olhos, é bem melhor prevenir do que remediar.

#1 Não coce os olhos com força ou constantemente

Às vezes, a sensação de coceira na região dos olhos é tão intensa que chega a ser irritante – porém, render-se a essa tentação é pior do que muita gente pode prever.

Coçar os olhos só faz com que você fique ainda com mais vontade de coçar e, também, pode causar sérios problemas, como lesões vindas da pressão exercida pelo dedo no olho, que é uma área muito sensível. O ceratocone e o descolamento de retina são algumas delas.

O que você deve fazer é procurar um oftalmologista para identificar e tratar a causa da coceira ou irritação dos olhos e evitar, assim, consequências do coçar exagerado.

#2 Manuseie corretamente suas lentes de contato

Quem usa lentes de contato deve ter uma higiene rigorosa não somente na hora da colocação ou remoção delas do olho. O estojo das lentes deve estar sempre limpo e corretamente fechado e elas devem estar sempre imersas totalmente em solução apropriada para evitar uma contaminação.

Ao manusear as lentes de contato, as mãos devem estar limpas e a pressão exercida para colocá-las no olho deve ser bem leve. Evite dormir com as lentes de contato e jamais coloque água, ainda que limpa, em substituição à solução indicada para a conservação das mesmas. Se forem descartáveis, também não abuse ultrapassando o tempo recomendado para descartá-las. Pode ser uma economia porca que trará consequências até mesmo irreversíveis para a sua visão.

#3 Não coloque as mãos sujas em contato com os olhos

Quando algo irrita nossos olhos, seja um cisco, suor ou coceira, nossa reação imediata é levar as mãos a eles para aliviar rapidamente o incômodo. Contudo, as mãos humanas estão constantemente sujas e são meio de transporte de vírus e bactérias, para dizer o mínimo.

Por isso, para evitar problemas graves de visão, sempre limpe as mãos com água corrente e sabão antes de colocá-las em contato com os olhos, principalmente depois que você usar o banheiro.

#4 Não use qualquer colírio

Um erro grave de quem não está muito antenado quanto à saúde dos seus olhos é ir à farmácia e pedir qualquer colírio quando sente algum desconforto ocular. Essa prática é perigosa e pode fazer com que um problema simples de ser resolvido vire uma doença ocular grave e, até mesmo, irreversível, como, por exemplo, um glaucoma causado pelo uso abusivo e sem controle médico de colírios à base de corticoides.

Por isso, não se automedique nunca, principalmente em relação aos olhos. Ao sentir qualquer desconforto, por menor que seja, procure a ajuda de um oftalmologista para saber qual é a melhor forma de tratá-lo.

#5 Visite sempre o oftalmologista

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia já estipulou como “obrigatório” ir ao consultório do oculista uma vez por ano para cuidar dos olhos, mas, apesar de um controle anual ser o mais usualmente recomendado, principalmente para quem tem problemas de visão como miopia e astigmatismo, não há uma lei dizendo que você só pode visitar seu médico em espaços de 365 dias.

O oftalmologista está à sua disposição para cuidar da saúde dos seus olhos a qualquer momento, diante de qualquer queixa ou desconforto ocular que você tenha e é ele quem vai lhe indicar a melhor forma de tratamento para o problema ocular que você possa apresentar.

O seu oftalmologista lhe indicará, também, com que frequência você deverá fazer os seus exames oculares, dependendo do seu caso, seja após cirurgias, pelo avançar da idade, para prevenção ou controle de doenças oculares que você, eventualmente, já tenha e estejam sendo tratadas.

FONTE: http://www.coa.com.br/5-dicas-para-evitar-doencas-oculares/

SITE: http://www.coa.com.br