A importância do exame oftalmológico

A importância do exame oftalmológico

A visão nos dá acesso à maioria das informações sobre o mundo a nossa volta. Por isso, preservar a saúde dos olhos é tão importante. Infelizmente, existem lesões e doenças que podem acometer nosso sistema visual e comprometer, por um determinado tempo ou de forma definitiva, nossa capacidade de comunicação através da visão.

Os problemas dos olhos e da visão acometem pessoas de todas as idades. Doenças congênitas, infecções, acidentes com sequelas permanentes, alterações do “grau” do olho, doenças adquiridas na vida adulta ou na velhice, todas podem comprometer esse sentido tão importante às pessoas.

A deficiência visual na infância pode comprometer o rendimento escolar e o aprendizado. O exame oftalmológico pode detectar precocemente qualquer alteração na visão das crianças e instituir o tratamento adequado, que na maior parte das vezes constitui-se na prescrição de óculos e dessa forma, prevenir deficiências visuais no futuro.

Na adolescência, os erros de “grau” do olho, ou alterações de refração – miopia, hipermetropia, astigmatismo – podem surgir ou aumentar de intensidade. Doenças como a conjuntivite alérgica e o ceratocone – que é uma aberração na curvatura da córnea – também podem aparecer nessa fase.

O estilo de vida contemporâneo também está relacionado ao surgimento e agravamento de problemas nos olhos. O uso constante do computador e de outros acessórios digitais está relacionado ao “cansaço” visual, à sensação de irritação e ardência ocular, intensificados ainda pelo uso frequente do ar-condicionado. A exposição frequente a fatores como luz solar, vento e poeira também contribuem para piora dos sintomas oculares.

Por volta dos 40 anos, torna-se muito importante o exame oftalmológico anual. O Glaucoma é uma doença com maior prevalência nessa fase da vida e seu diagnóstico precoce é de grande importância, porque é uma doença silenciosa, não gerando sintomas até suas fases mais avançadas. Só o diagnóstico precoce e o tratamento constante podem prevenir a perda visual permanente.

Com o passar da idade, podem surgir também alterações oculares relacionadas a doenças sistêmicas como o diabetes, a hipertensão arterial, a dislipidemia, doenças reumáticas, entre outras.

A Catarata, por sua vez, se manifesta principalmente em idosos. Ela se desenvolve de forma lenta e insidiosa, causa redução importante da qualidade visual, com redução da capacidade de trabalho e de tarefas cotidianas tão importantes como praticar esportes ou dirigir. O único tratamento disponível é a cirurgia. A cirurgia da Catarata é uma das mais realizadas em todo o mundo e evoluiu, enormemente, nas últimas décadas, o que permitiu que seja feita de forma muito segura, rápida e indolor.

O Médico Oftalmologista é o profissional mais capacitado para avaliar, examinar, atuar na prevenção das doenças e realizar os tratamentos oculares necessários.

FONTE: https://rsaude.com.br/ribeirao-preto/materia/a-importancia-do-exame-oftalmologico/11134