Entenda a diferença entre as lentes de contato

Entenda a diferença entre as lentes de contato

Está querendo deixar os óculos para trás ou recebeu recomendações médicas para usar lentes de contato? Saiba que não existe um único tipo para procurar! Neste artigo, vamos explicar a diferença entre as lentes de contato e suas indicações.

Os tipos de lente costumam ser divididos pela função de correção visual, pelo descarte de cada uma ou pelo material de fabricação (rígidas ou gelatinosas). Antes de decidir por um deles, entenda mais sobre cada lente e converse com seu oftalmologista sobre qual a melhor opção para o seu caso!

Tipos de lentes de contato

1. Descarte

Existem lentes que devem ser descartadas diariamente, e algumas com trocas programadas, que podem ser quinzenais, bimestrais e até anuais. As de descarte diário possuem a vantagem de serem mais fáceis de manter, diminuem os riscos de infecção e são normalmente mais bem aceitas por quem não tem o costume de usar lentes.

Já as de descarte mais demorado requerem mais cuidados, principalmente no quesito limpeza. A vantagem é principalmente econômica, visto que elas poderão ser usadas por mais tempo antes de precisarem de substituição.

2. Rígidas ou gelatinosas

As lentes rígidas são as mais duráveis – são elas que podem ter descarte anual, por exemplo. Elas são recomendadas para quem tem altos graus de miopia e astigmatismo, ou para quem possui outras doenças oculares específicas. São mais fáceis de limpar, mas costumam ser mais desconfortáveis, então podem ser complicadas para quem tem muita sensibilidade nos olhos. Elas normalmente são de PMMA ou acrílico.

As gelatinosas servem bem para quem possui graus baixos e/ou possuem olhos sensíveis. São de curta duração: não precisam ser necessariamente de descarte diário, mas não ultrapassam os dois meses, na maioria das vezes. São mais confortáveis, e nem sempre precisam ser utilizadas para correção; as lentes coloridas, usadas por estética, são gelatinosas.

3. Funções visuais

Elas podem ser usadas para resolver graus diversos de miopia, hipermetropia, astigmatismo (com lentes tóricas) ou presbiopia (lentes multifocais).

O que é ideal para mim?

Apesar de algumas lentes serem mais recomendadas para determinados problemas e situações, isso é uma resposta muito individual. Você pode possuir um grau de astigmatismo alto, por exemplo, o que pode significar que seria melhor escolher uma lente rígida, mas se você não se acostumar a ela, é preciso tentar outros tipos. Em alguns casos, as lentes podem simplesmente não funcionar para o seu estilo de vida, ou ao menos não mais do que os óculos.

De qualquer maneira, a escolha das lentes de contato é uma parceria entre o paciente e o oftalmologista. Um lado apresentará as razões médicas, e outro apresentará suas condições físicas e habituais. O resultado deve ser eficiente e confortável.

FONTE: https://www.duooftalmologia.com.br/diferencas-entre-as-lentes-de-contato/

SITE: https://www.duooftalmologia.com.br