O uso dos colírios

O uso dos colírios

O uso de colírios requer cuidados
Oftalmologia

O colírio é um medicamente de uso tópico, desenvolvido para área dos olhos e pálpebras com diferentes finalidades. Dentre seus diversos tipos, temos alguns com uso bastante específico. Por isso, é preciso ficar atento! O uso incorreto ou inapropriado é causa frequente de problemas oculares como, por exemplo, úlceras e perda acentuada da visão. Não utilize colírio sem indicação do médico, afinal, o colírio que serve para uma pessoa pode não servir para outra. Além disso, se seu médico prescrever o uso de colírio fique sempre atento a suas orientações.

Orientações básicas de uso
Antes de aplicar:
– Lave bem as mãos antes de aplicar seu colírio no olho. Assim, você evita a contaminação dos olhos e do frasco de colírio;
– Muitas vezes, as embalagens são iguais, portanto confira atentamente se o medicamento adquirido é realmente o prescrito pelo seu médico;
– Confira a validade do colírio;
– Alguns medicamentos precisam ser sacudidos para garantir sua eficácia, verifique se este é o caso.

Como aplicar:
– Puxe delicadamente a pálpebra inferior para baixo com o dedo indicador, criando uma “bolsa” para receber a gota;
– Erga um pouco a cabeça, olhando para cima.
– Pingue a dose recomendada pelo seu oftalmologista na bolsa formada ao puxar a pálpebra inferior para baixo.
– Depois, pressione o canto interno do olho (próximo ao osso do nariz) por cerca de 1 minuto ou feche-os por 2 minutos. Desta forma, você evita que o colírio escorra, aumentando o seu efeito.

Se estiver usando lentes de contato, retire-as antes de usar um colírio que não seja indicado para elas. Coloque-as novamente, apenas, 15 minutos depois.

Dicas importantes:
– Colírio é um medicamento e pode causar efeitos colaterais como qualquer outro. Em caso de reações adversas, entre em contato com seu oftalmologista.
– O frasco de colírio não deve ser compartilhado, o uso individual evita qualquer contaminação.
– Se dois ou mais colírios distintivos forem prescritos pelo seu oftalmologista, opte por dar um intervalo de 15 minutos entre eles. Assim, cada um pode fazer seu efeito por completo.
– Fique atento às instruções da bula para armazenamento do colírio. A maioria requer apenas um local fresco, seco e protegido da luz, porém alguns precisam ser guardados em local resfriado.
– Na hora de escolher o colírio, não siga sugestões de amigos, parentes, vizinhos ou, qualquer um que não seja um profissional da área. Alguns colírios podem ser muito perigosos se usados sem receita médica.

Se o colírio que você está usando não alivia os sintomas apresentados ou gera irritação, procure seu oftalmologista.

FONTE: http://www.iobbauru.com.br/team/o-uso-dos-colirios/