Os benefícios das atividades físicas para a saúde dos olhos

Manter a saúde do seu corpo em dia é saudável para os seus olhos. A prática de atividades físicas, assim como é importante para a saúde do seu corpo em geral, também traz muitos benefícios para a saúde dos olhos.

Em geral, os exercícios físicos ajudam a evitar o sobrepeso que pode impedir a chegada das vitaminas que previnem os prejuízos celulares aos olhos em quantidade suficiente, o que pode causar danos à visão.

Além disso alguns estudos sugerem que treinos aeróbicos ajudam a preservar a estrutura e a função das células nervosas da retina, podendo retardar o avanço de doenças degenerativas que podem levar à cegueira.

Também é importante lembrar que boa parte das doenças oculares têm como fatores de risco o diabetes, colesterol alto e hipertensão. Praticar atividades físicas regularmente ajuda a prevenir e controlar esses fatores e, portanto, também contribuem para a saúde dos olhos.

Exercícios físicos e glaucoma

Já falamos aqui no blog sobre a possibilidade de pessoas com glaucoma praticarem exercícios físicos, mas vale o lembrete: como essa prática pode variar a pressão intraocular, converse sobre esse tema com o seu oftalmologista para ter a melhor recomendação.

Mantenha as consultas de rotina com o seu oftalmologista em dia e utilize os equipamentos de proteção necessários durante a prática de exercícios físicos. Assim você irá proteger e contribuir ainda mais para a saúde dos seus olhos.

FONTE: https://www.maispfizer.com.br/node/1266

9 dicas para melhorar a saúde dos olhos

A saúde dos olhos é um dos principais fatores do corpo humano. A visão é muito importante para várias atividades que exercemos no dia a dia. Só quem já enfrentou algum problema ocular sabe do desespero que é não conseguir enxergar bem. Para ter olhos mais saudáveis, é preciso ter muita atenção no dia a dia. Atitudes simples ajudam a prevenir doenças e garantir uma boa saúde dos olhos.

Segundo o oftalmologista Renato Neves, a exposição sem proteção aos raios solares, por exemplo, pode causar, no mínimo, nove doenças oculares. Por isso, para ter olhos mais saudáveis é tão importante usar óculos de sol de boa qualidade.

No dia a dia, as pessoas não percebem como negligenciam a saúde ocular. Elas expõem os olhos desnecessariamente ao risco de irritações, infecções e, inclusive, de perda da visão. Neves fala sobre 10 dicas para ter olhos mais saudáveis. Confira!

Conheça o histórico familiar de saúde

Muitas doenças oculares são hereditárias, desde altos graus de miopia até glaucoma ou catarata. Vale a pena conversar com avós, pais e irmãos para saber se enfrentam ou já enfrentaram doenças oculares. Dependendo do que contarem, é importante procurar um oftalmologista e relatar o fato. A prevenção é palavra-chave na saúde dos olhos.

Pare de fumar

O fumo compromete a circulação sanguínea da retina, reduz a quantidade de antioxidantes presentes no sangue e afeta a visão em qualquer fase da vida. Mesmo quem parou de fumar há quinze ou vinte anos apresenta mais chances de sofrer de doenças oculares do que quem nunca fumou. Portanto, o ideal é nem começar a fumar. Para os fumantes, o ideal é parar o quanto antes. Isso ajuda a reduzir as chances de desenvolver catarata, glaucoma e degeneração macular relacionada à idade.

Controle o peso

O sobrepeso e a obesidade aumentam o risco de desenvolver várias doenças. Uma delas é a diabetes, que pode levar à perda da visão no longo prazo. Quem está ganhando peso em excesso deve buscar ajuda médica e adotar uma reeducação alimentar.

Adote uma alimentação saudável

Abandone aqueles maus hábitos alimentares, como excesso de fritura, sal, açúcar e carne vermelha. Adote refeições saudáveis. Durante o dia, é importante consumir frutas variadas, legumes, verduras frescas e castanhas. A ideia é aumentar a ingestão de vitaminas, minerais, proteínas saudáveis, ômega-3 e luteína, já que os alimentos antioxidantes oferecem grandes benefícios à saúde ocular, retardando doenças como catarata e degeneração macular.

Ajuste os eletrônicos

A luz azul violeta visível tem o potencial de causar danos aos nossos olhos. Ela está nos escritórios e escolas (luz espiral), nos aviões e nos dispositivos móveis que acessamos o tempo todo. A exposição continuada à tela do computador, do tablet, leitor digital, e celular pode impactar a saúde ocular de muitas formas. O primeiro problema é uma redução significativa na produção de lágrimas, o que provoca o estresse ocular, responsável por imagens com pouca definição, meio sem foco e borradas.

Além disso, episódios de dor de cabeça e enxaqueca podem se tornar mais frequentes. É importante ajustar a luminosidade emitida pelo computador e outros aparelhos eletrônicos.

Dê um tempo para seus olhos

O médico reforça que a regra 20/20 é clara: “a cada vinte minutos, pare de interagir com a tela do computador/notebook/leitor/celular e olhe durante 20 segundos para algo que esteja longe”, recomenda. Essa medida simples evita o estresse ocular e o ressecamento dos olhos, responsáveis por vários tipos de irritação e desconforto ocular. Além disso, quem passa muito tempo enxergando somente o que está perto, acaba tendo dificuldade para enxergar ao longe.

Lave sempre as mãos

As mãos são responsáveis pela propagação de grande parte das doenças. Uma mão contaminada pela conjuntivite, por exemplo, poderá propagar a doença para muitas outras pessoas até três dias depois de ter tocado uma maçaneta ou o corrimão de um ônibus. Daí a importância de lavar sempre bem as mãos ao chegar no trabalho, em casa ou num restaurante. Principalmente, nunca se deve coçar os olhos com as mãos sujas, sob pena de contrair uma infecção ocular.

Cuide bem das lentes de contato

Além de higienizar diariamente as lentes conforme instruções do fabricante, bem como limpar regularmente a caixa em que elas são armazenadas, jamais vá para a cama sem antes retirá-las com cuidado. Isso porque durante o sono o nível de lubrificação dos olhos diminui bastante e as lentes podem ressecar junto com o globo ocular e desencadear uma série de problemas, que vão desde uma irritação ocular até uma úlcera ou infecção.

Use bons óculos de sol sempre

A exposição sem proteção aos raios solares pode causar muitas doenças e prejudicar a saúde dos olhos. Para se proteger dessas radiações, todos devem fazer uso diário de protetor solar para pele e óculos de sol com filtro ultravioleta nas lentes.

“Vale ressaltar que é fundamental que os óculos bloqueiem entre 99% e 100% dos raios UVA e UVB. Ou seja: não adianta optar por modismos ou por óculos piratas que não ofereçam nenhuma garantia nesse sentido”, finaliza o médico.

FONTE: https://www.redefarmavale.com.br/9-dicas-para-melhorar-saude-dos-olhos/

Mau uso de maquiagem traz riscos aos olhos, alerta oftalmologista.

Você não dispensa uma boa maquiagem? Ótimo! Mas você cuida dos itens que compõem o kit make up? Ficar de olho na data de validade e na qualidade do produto e nunca compartilhá-los com as amigas são os cuidados mais básicos. A oftalmologista Rachel Gomes, do Hospital de Olhos Paulista, alerta que grande parte das alergias e contaminações dos olhos são causadas por maquiagens vencidas ou compartilhadas com as amigas.

Os problemas mais comuns decorrentes do mau uso da maquiagem são olho seco, alergia, inflamação, irritação e contaminação da conjuntiva ou córnea. Visão embaçada, vermelhidão, coceira, sensação de areia nos olhos, lacrimejamento, fotofobia, inchaço das pálpebras e secreção são os sinais de alerta que indicam a necessidade de consulta imediata.

Como evitar os riscos do mau uso da maquiagem

maquiagem irrita%C3%A7%C3%A3o nos olhos 1
THINKSTOCK

Retire a maquiagem antes de dormir da maneira certa: uma dica para manter a saúde dos olhos é fazer a remoção cuidadosa toda noite. “Mesmo cansada, não é recomendável dormir maquiada para evitar o risco de que o cosmético irrite os olhos”, explica Rachel. Independente do tipo de produto aplicado na remoção, os movimentos devem ser feitos sempre em direção ao nariz. Isso porque movimentos no sentido contrário podem abrir a pálpebra inferior do globo ocular, facilitando a penetração de impurezas nos olhos. (Foto: Thinkstock)

maquiagem irrita%C3%A7%C3%A3o nos olhos 2
THINKSTOCK

Coloque as lentes de contato depois: para quem usa lentes de contato, a recomendação é fazer a maquiagem usando óculos e somente coloca-las após terminar todo o processo, diminuindo os riscos de contaminação.(Foto: Thinkstock)

maquiagem irrita%C3%A7%C3%A3o nos olhos 3
THINKSTOCK

Onde passar o lápis: eles devem ficar dos cílios para fora. Evite passar o lápis na linha d’água das pálpebras.(Foto: Thinkstock)

maquiagem irrita%C3%A7%C3%A3o nos olhos 4
THINKSTOCK

Limpeza final: Depois de terminada a maquiagem, lave pincéis e esponjas com água corrente, sabonete neutro ou xampu de bebê.(Foto: Thinkstock)

maquiagem irrita%C3%A7%C3%A3o nos olhos 5
THINKSTOCK

Não compartilhe: nem mesmo nos divertidos preparativos para festas feitos em conjunto. ‘Há doenças contagiosas da superfície ocular e pálpebras que podem ser transmitidas dessa forma. Se possível, quando for a um salão, leve os seus pincéis e lápis’, recomenda a oftalmologista.(Foto: Thinkstock)

FONTE: https://www.vix.com/pt/bdm/saude-mulher/mau-uso-de-maquiagem-traz-riscos-aos-olhos-alerta-oftalmologista-veja-quais

6 dicas de higiene ocular para você aplicar na rotina da família

Os olhos são considerados órgãos limpos, ou seja, eles possuem um sistema de proteção que garantem a sua saúde. As sobrancelhas, cílios, pálpebras e lágrimas existem como barreiras físicas contra sujeiras que possam provocar lesões nos olhos. Toda essa proteção natural é um indicativo da sensibilidade desses órgãos.

Nesse sentido, existem algumas medidas que podem fazer parte do seu dia a dia para ajudar o seu corpo a proteger os olhos. Conheça seis dicas de higiene ocular para você aplicar na rotina da sua família.

Lavar os olhos, a higiene ocular suprema

Lavar os olhos é o primeiro hábito de higiene ocular que deve ser adotado por você e a sua família. Ele pode ser facilmente incluído da rotina pela manhã, logo após acordar. Use água corrente para lavar os cílios e as pálpebras. Se preferir, pode associar soluções específicas para essa região ou shampoos neutros.

Não leve as mãos aos olhos

Apesar de não parecer, esse também é um hábito de higiene ocular. Isso porque ele impede que as mãos levem sujeiras até os olhos. Ou seja, previne infecções oculares como a conjuntivite, por exemplo.

Use óculos escuros em ambientes externos

Os óculos escuros não são apenas uma questão de estilo. Eles funcionam como barreiras contra o vento e a poeira que as pálpebras e os cílios não conseguem combater. Certifique-se de que todos os modelos da família tenham proteção UV.

Aumente a lubrificação

O tempo seco ou a exposição prolongada à tela do computador e ao ar condicionado podem ressecar os olhos. Quando experimentar a sensação de olho seco, consulte um médico oftalmologista sobre o uso de colírios para a lubrificação artificial dos olhos por meio de colírios.

Cuide das lentes de contato com atenção

Para quem usa lentes de contato, os cuidados com a higiene ocular são ainda maiores. Isso porque diariamente será necessário levar a mãos aos olhos e posicionar as lentes. Antes de mais nada, as lentes deverão ser lavadas com solução adequada antes do armazenamento durante a noite. Na manhã seguinte, é importante lavar as mãos com água e sabão, ou álcool em gel antes de iniciar o processo.

Remova a maquiagem antes de dormir

Para que possam ser comercializados, todos os produtos cosméticos são testados para certificar que não farão mal à pele ou aos olhos. Entretanto, o recomendável é que a exposição à maquiagem não dure além do tempo necessário. Por isso, o hábito de retirar a maquiagem completamente antes de dormir deve ser incentivado o quanto antes esses produtos passarem a fazer parte da rotina. Esse é um benefício não só para os olhos, mas também para a saúde da pele do rosto.

Manter hábitos de higiene ocular é como escovar os dentes. O quanto antes forem introduzidos à rotina, melhores serão os resultados no futuro. O costume o torna um ato quase mecânico, que deverá ser repetido diariamente.

FONTE: https://hospitaldeolhos.net/dicas/dicas-de-higiene-ocular-para-voce-aplicar-na-rotina-da-familia/

Conheça alimentos importantes para a saúde dos olhos

Você já ouviu aquele ditado de que a saúde começa pela boca? Pois é, a saúde dos nossos olhos também não escapa dessa máxima. Alguns alimentos não podem faltar na nossa dieta pois eles podem ajudar na prevenção de doenças como a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e a síndrome dos olhos secos.

Fique ligado na lista que preparamos:

  • Vegetais de cor verde escuro
a5

Esses vegetais são ricos em Luteína e Zeaxantina, poderosos antioxidantes que protegem os olhos de diversas agressões diárias causadas pelos radicais-livres, e ajudam a diminuir as chances do desenvolvimento de degeneração macular. Algumas boas alternativas de fontes desses antioxidantes são espinafre, couve e brócolis.

  • Peixes
a4

Alguns peixes são ricos em ômega-3 e o ômega-6, que são importantes para nossa saúde, inclusive para os nossos olhos. Essas substâncias previnem o desenvolvimento da síndrome do olho seco, que provoca ressecamento ocular.  Alguns peixes recomendados são: salmão, as sardinhas, o arenque, a anchova e o atum.

  • Sementes
a2

Devido às altas concentrações de vitamina E, zinco, ômega-3 e niacina, algumas sementes ajudam na redução do desenvolvimento da degeneração macular. Elas reduzem o índice glicêmico, ajudando no controle do diabetes. Algumas sementes ricas nessas substâncias são as de girassol, as amêndoas e os amendoins.

  • Frutas cítricas
a3

Por serem ricas em vitamina C essas frutas podem atuar como antioxidante na prevenção de doenças como degeneração macular e catarata. Alguns bons exemplos dessas frutas são limão, laranja, morango e acerola.

  • Alimentos ricos em zinco
a1

Para o bom funcionamento da retina, uma alimentação rica em zinco é fundamental. A substância é encontrada em diversos alimentos como feijões, fígado, leite e aves. No entanto, os frutos do mar como a ostra e o caranguejo são alimentos ricos nessas substâncias.

Por fim, uma dieta bem equilibrada entre todos os grupos nutricionais é fundamental para uma boa saúde não só dos olhos, mas também do corpo todo.

FONTE: http://eduardonovaisoftalmologia.com.br/sem-categoria/conheca-alimentos-importantes-para-saude-dos-olhos/

OLHOS RESSECADOS: CONHEÇA AS PRINCIPAIS CAUSAS E SAIBA COMO EVITAR

Se existe algo no corpo que incomoda, quando está em desequilíbrio, são os olhos. Ficar com os olhos ressecados, além do desconforto, pode atrapalhar muito a rotina diária. Essa secura ocorre devido à diminuição da produção da lágrima, cuja função é proteger e lubrificar, impedindo o atrito entre a pálpebra e a córnea.

A secura do globo ocular é mais comum do que se imagina, muita gente sofre com essa condição e não tem ideia do que está causando o problema. No decorrer deste artigo falaremos sobre as causas, os sintomas e o que você pode fazer para evitar ficar com os olhos ressecados. Confira!

Conteúdo [exibir]

O QUE CAUSA ESSE PROBLEMA?

Nossa lágrima é composta por uma mistura de óleos, água e muco que, de forma equilibrada, hidratam, lubrificam e fornecem nutrientes ao globo ocular.

Quando algo interfere nesse equilíbrio, pode ocorrer uma diminuição da quantidade de lágrimas ou uma produção de má qualidade que, como consequência, causa os olhos ressecados.

As principais causas para esse problema são:

  • idade acima de 50 anos;
  • alterações hormonais, que podem ser ocasionadas pela gravidez, menopausa ou uso de anticoncepcionais;
  • uso de lentes de contato;
  • climas secos, poluição, fumaça de cigarros e ar-condicionado;
  • uso excessivo de tablets, computadores e celulares;
  • doenças como: diabetes mellitus, Parkinson, lúpus, artrite reumatoide ou a síndrome de Sjögren;
  • efeitos colaterais de medicamentos;
  • deficiência de vitamina A ou ômega 3.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DOS OLHOS RESSECADOS?

Os sintomas são muito comuns e podem aparecer da seguinte forma:

  • sensação de olho seco;
  • sensação de areia nos olhos;
  • intolerância a luz;
  • ardência ou coceira;
  • visão embaçada;
  • olhos vermelhos;
  • lacrimejamento excessivo.

A produção excessiva de água nos olhos pode causar certa confusão. Na verdade, isso acontece por um reflexo do olho, que tenta compensar o fato da superfície ocular estar doente.

O QUE PODE SIGNIFICAR TER OS OLHOS RESSECADOS?

Em certas ocasiões, os olhos podem ficar secos, sem que exista algum problema ocular. Conforme vimos, regiões com climas muito secos, poluição, vento e até o ar-condicionado podem facilitar a evaporação das lágrimas e deixar os olhos ressecados.

Outro fator é o uso de computadores, tablets e celulares. O problema, nesses casos, é que, quando focamos por muito tempo na tela desses aparelhos, nos esquecemos de piscar, o que é essencial para espalhar a lágrima pelo globo ocular. E isso, é claro, resseca os nossos olhos.

Outro fator relacionado aos olhos ressecados é a síndrome do olho seco — que é uma doença crônica caracterizada pela produção insuficiente de lágrimas —, causada por medicamentos ou doenças que podem ter como consequência o ressecamento ocular.

Para todos esses casos, é fundamental procurar um oftalmologista a fim de conseguir um diagnóstico correto e o devido tratamento.

COMO PREVENIR? O QUE FAZER EM CASO DE SINTOMAS?

Para prevenir os olhos ressecados, algumas mudanças de hábitos podem ajudar e fazer muito bem aos seus olhos:

  • pisque com frequência;
  • tome bastante água;
  • descanse: após 50 minutos de uso do computador, faça um intervalo e relaxe os olhos.
  • adicione ômega 3 à dieta;
  • use lentes de contato que hidratem seus olhos;
  • evite contato com poluição e fumaças e tente se expor minimamente ao ar-condicionado.

Com esses cuidados, você pode evitar o ressecamento dos olhos, no entanto, se os sintomas persistirem, apenas um médico poderá identificar a real causa e prescrever os medicamentos certos para o tratamento.

De forma alguma se automedique com colírios ou pomadas. Esses medicamentos podem conter antibióticos ou anti-histamínicos que podem piorar o seu problema.

Ficar com os olhos ressecados pode acontecer por diversos motivos. Assim, se os sintomas continuarem incomodando, mesmo após os cuidados, procure um oftalmologista e relate o seu problema. Se houver uma condição mais grave, com o devido tratamento, sua saúde ocular voltará ao normal e você se livrará desse desconforto.

Com a saúde dos olhos não se brinca. Por isso, neste outro artigo falamos sobre os problemas de visão mais comuns. Faça a leitura e fique bem informado!

fonte: https://blog.e-lens.com.br/olhos-ressecados/

Como saber se meus olhos estão saudáveis?

Quando se fala em saúde ocular, geralmente existe uma lista para você observar possíveis sintomas que aparecem em seus olhos indicando que algo não está bem. 

Mas, quando saber que seus olhos estão bem, que estão saudáveis? 

O HOSC preparou este artigo especialmente para ajudar você a identificar fatores positivos em seus olhos. Observe-os de perto e acompanhe a sua saúde ocular todos os dias! 

– A produção de ramelas dos seus olhos está regular 

Sim, estamos falando daquele líquido mucoso que aparece em seus olhos assim que você acorda. 

A produção de ramelas é algo normal, então caso você acorde todas as manhãs com a presença destas, está tudo certo. Entretanto, se há um aumento expressivo na produção de ramelas, você precisa ficar atento.  

aumento na produção de ramelas é um mecanismo de defesa, indicando que algo está errado nos seus olhos – ou no seu corpo. Mas, fora isso, não há nada com o que se preocupar! 

– Olheiras sob controle 

Algumas pessoas se preocupam excessivamente com as olheiras por uma questão estética, esquecendo que estas também são indicativos de que algo não está bem com o seu corpo. 

Anemia, problemas com tireoide e privação do sono fazem com que as olheiras aumentem de tamanho

Então, caso você não tenha olheiras, está tudo certo com o seu sono e com o seu corpo. Parabéns! 

– Pálpebras em tamanho normal 

Todos os dias pela manhã, quando acordamos, nossas pálpebras estão inchadas. E isso é totalmente normal. Depois de um bom café da manhã e de um bom banho, tudo volta ao normal. 

O problema está quando o inchaço não reduz. Pálpebras inchadas são um indicativo que há algum problema ocular, ou até no rim!  

Se sua pálpebra volta ao normal após você – realmente – acordar, fique tranquilo! Está tudo certo com os seus olhos e com sua saúde corpórea. 

– Olhos não avermelhados 

A única parte colorida dos seus olhos deve ser a íris. O restante deve ser branco. Nada avermelhado, nem amarelado e sem manchas. 

Caso esse seja a aparência dos seus olhos, parabéns! Significa que seus olhos estão muito saudáveis e que você cuida adequadamente de sua exposição ao Sol. 

– Íris colorida, mas sem manchas 

A íris, aquela parte colorida dos olhos que inspira poetas e músicos, deve possuir cores e padrões, mas nunca manchas. 

Pontos marrons, pretos ou de qualquer outra cor, devem ser investigados. Na maioria das vezes, eles não significam problemas graves, mas existem suas exceções. 

Então, caso sua íris esteja livre de manchas, está tudo certo com os seus olhos! 

– Seus olhos estão lubrificados 

Sabe quando vamos piscar e sentimos nossos olhos secos? Isso não é um bom sinal. Pode ser um indicativo de desidratação e até outros problemas oculares. 

Mas, se seus olhos estão constantemente lubrificados, significa que você está agindo corretamente em relação a sua saúde ocular – e com o resto do seu corpo também! 

– Você tem brilho no olhar 

Mais do que um elogio, o brilho no olhar é algo real! As pessoas devem ter um olhar “vivo”, com brilho. 

A falta de brilho no olhar pode ser um indicativo de falta de nutrientes, anemia, cansaço, tristeza reprimida e até um forte sinal de que você tem muitas obrigações e preocupações.

Manter o brilho no olhar não é só uma questão de saúde ocular e corpórea, mas também uma questão de saúde mental! 

Seus olhos dizem muito sobre você. 

Após a leitura deste artigo ficou fácil entender porque dizem que os olhos são a janela da alma, não é mesmo? 

Eles demonstram vários sinais de que estamos bem ou mal, tanto física quanto psicologicamente. 

Acompanhar a saúde de seus olhos é estar em constante vigilância sobre a sua saúde como um todo. Por isso, visite regularmente seu oftalmologista e não hesite em procurá-lo casa haja alguma alteração em seus olhos. 

FONTE: https://www.hosc.med.br/site2018/como-saber-se-meus-olhos-estao-saudaveis/#:~:text=%E2%80%93%20Olhos%20n%C3%A3o%20avermelhados&text=O%20restante%20deve%20ser%20branco,de%20sua%20exposi%C3%A7%C3%A3o%20ao%20Sol.

Veja 4 dicas de como tirar maquiagem dos olhos

Cuidar da pele do rosto antes e após o uso de makes é essencial para deixá-la com um aspecto saudável. Se não fizer todo o processo corretamente, há o risco de causar obstrução dos poros, o que pode provocar acnes, rugas e manchas. Mas, de maneira mais específica, é muito importante saber como tirar maquiagem dos olhos.

Como você provavelmente já sabe, a região ocular é bem sensível. Assim, caso não seja bem cuidada, ao remover os cosméticos, pode adquirir conjuntivite alérgica, enfraquecer os pelos dos cílios e ter outros problemas.

Portanto, se você não está a fim de passar por esses contratempos, continue a leitura deste post e fique por dentro de algumas dicas que ajudarão a remover a maquiagem de forma correta. Acompanhe!

Aprenda como tirar maquiagem dos olhos

Antes de tudo, é importante saber que é preciso usar produtos de qualidade para auxiliar na remoção da maquiagem. Passar cremes ruins pode provocar irritações alérgicas, além de não fazer a limpeza de maneira satisfatória.

O mercado de cosméticos está repleto de ótimos produtos, e muitos deles têm o preço bem em conta. Então, não vá colocar a saúde dos seus olhos em risco, certo? Agora, confira as dicas que separamos para que você aprenda a tirar toda a make dos olhos!

1. Utilize demaquilante

O demaquilante ou removedor de maquiagem é essencial para realizar a limpeza da região dos olhos. É de grande importância que se faça uso de um que seja próprio para essa área, por ela ser muito sensível.

Dessa forma, aposte nos removedores bifásicos — mistura de água e óleo — pois eles são próprios para essa área, além de serem ótimos para retirar máscaras de cílios mais resistentes. Vale ressaltar que o uso de lenços umedecidos antes de aplicar o demaquilante facilita o processo, principalmente, se a make for bem forte.

2. Use hastes flexíveis para limpar as partes mais difíceis

Limpar o traço do lápis e o delineador requer um cuidado especial, pois eles são aplicados em áreas mais sensíveis e de difícil remoção. Para isso, faça uso de cotonetes com hastes flexíveis que estejam com um pouquinho de demaquilante. Ao fazer esse processo, tenha muito cuidado para não ferir a região, ok?

3. Enxague bem o rosto com água corrente

Depois de usar o removedor é necessário retirar todo o excesso de produtos com água corrente. Nessa etapa, é recomendável o uso de sabonetes neutros ou algum outro que seja indicado para seu tipo de pele. Em caso de dúvidas sobre qual seja o melhor, consulte o seu dermatologista para que ele mostre excelentes opções.

4. Mantenha a região hidratada

Essa dica é supervaliosa tanto para o processo que antecede a make, quanto após a sua remoção. Isso ajudará a manter a pele sempre com o aspecto rejuvenescido. É importante também fazer o uso de cremes que contenham protetor solar, pois evitará as indesejáveis manchas provocadas pelos raios solares.

Depois das nossas dicas, você aprendeu como tirar maquiagem dos olhos? Esperamos que sim! Mas lembre-se sempre que o principal é usar produtos de excelente qualidade e que sejam próprios para a referida região. Afinal, é uma área bem sensível que requer cuidados especiais.

fonte: https://www.eotica.com.br/blog/como-tirar-maquiagem-dos-olhos/

7 Dicas para manter a Saúde Ocular em dia

Cuidar da nossa saúde ocular, não é uma tarefa fácil. Porém, para garantir que seus olhos estejam saudáveis, é importante adotar algumas medidas simples, porém bastante eficazes.

Contudo, existem diversas doenças que, se identificadas precocemente, podem ser tratadas da maneira correta, evitando a perda da visão. Alguns exemplos são o Glaucoma e Catarata.

Por isso listamos aqui os cuidados básicos que todos devem ter com seus olhos, algumas dicas e hábitos para cuidar corretamente da sua saúde ocular no seu dia a dia. 

1. Durma bem 

Você sabia que dormir pouco também é um hábito prejudicial à visão? O ideal é dormir cerca de 8 horas por dia, menos que isso influenciam no cansaço do corpo e dos olhos, podendo causar vermelhidão ocular, vista cansada e inchaço.

2. Evite o consumo de bebidas alcoólicas

Consumir bebidas alcoólicas prejudicam a visão, mesmo sendo metabolizadas pelo fígado, elas produzem resíduos tóxicos, o que favorece o envelhecimento precoce das células oculares. 

3. Mantenha uma boa alimentação 

Ter hábitos alimentares saudáveis influenciam todo o organismo, inclusive os olhos. Adotando hábitos saudáveis é possível evitar a Degeneração Macular Relacionada à idade, que é uma das principais causas de cegueira em pessoas com mais de 50 anos de idade.

4. Evite o tabagismo 

O consumo do cigarro está associado a alguns problemas de visão, aumentando significativamente o risco de desenvolver Degeneração Macular, danos no nervo óptico e alguns tipos de catarata. O tabaco contém substâncias que, quando inaladas, alteram o metabolismo das estruturas oculares, e aceleram o envelhecimento, favorecendo o desenvolvimento de doenças na visão antes do esperado! Se você já tentou parar de fumar e não conseguiu, aqui vai um bom motivo para largar o tabagismo.

5. Não esqueça dos óculos de sol

Mais que um acessório da moda, os óculos de sol são um item essencial para ajudar a proteger os olhos. Escolhidos adequadamente, eles podem te ajudar a proteger a retina das radiações solares e de uma série de problemas de visão, inclusive da catarata.

6. Evite coçar os olhos 

Coçar os olhos faz mal e pode ser perigoso para a sua visão. Embora pareça um simples ato de descuido para muitas pessoas, ele causa riscos para a visão e para a saúde ocular. Pelo fato da estrutura ser muito frágil, a pressão exercida na área pode provocar lesões e doenças mais graves. As mãos têm impurezas e podem levar bactérias para os olhos, desenvolvendo uma conjuntivite bacteriana, ou até mesmo causar ferimentos radicais. Se a sensação de coceira persistir, procure um oftalmologista para verificar a causa.

7. Realize consultas oftalmológicas 

Não basta obter o diagnóstico de determinada doença da visão, fazer o tratamento e abandonar as consultas médicas.

É importante que o oftalmologista acompanhe de perto como está evoluindo o tratamento, se os efeitos estão dentro do esperado ou se é preciso mudar o grau dos óculos, dentre outros fatores que serão determinantes para que sua visão seja otimizada. 

É recomendado pelo menos uma consulta anual para se fazer exames de rotina: tonometria (medida de pressão intraocular), refração (mede o grau dos óculos, se necessários) e fundo de olho (exame da retina e nervo óptico). Estes exames são de extrema importância para detectar doenças como glaucoma e degeneração macular, mais frequentes a partir dos cinquenta anos.

Os exames são realizados em poucas horas. Aqui, no Instituto de Olhos da Amazônia, realizamos todos esses exames e você poderá contar com médicos especialistas em cada área.

FONTE: https://clinicaioa.com.br/7-dicas-para-manter-a-saude-ocular-em-dia/

7 razões do tremor no olho

7 principais causas de tremor na pálpebra

Embora o tremor seja causado pelo cansaço dos músculos do olho, existem várias causas que podem contribuir para essa situação, e que incluem:

  1. Excesso de estresse

O estresse provoca várias alterações no organismo, especialmente no funcionamento dos músculos, devido à ação dos hormônios que são liberados.

Desta forma, os músculos menores, como os das pálpebras, podem ser os menores, movimentando-se involuntariamente.

O que fazer para parar: caso se esteja passando por um período de maior estresse, deve-se tentar fazer atividades relaxantes como sair com amigos, ver um filme ou fazer aulas de yoga, por exemplo, para ajudar a equilibrar a produção de hormônios e interromper os tremores.

  1. Poucas horas de sono

Quando se dorme menos de 7 ou 8 horas por noite, os músculos dos olhos podem ficar bastante cansados, pois precisam ficar funcionando durante várias horas seguidas sem descanso. Quando isso acontece, as pálpebras ficam mais fracas, começando a tremer sem razão aparente.

O que fazer para parar: é recomendado dormir, pelo menos, 7 horas em cada noite, criando um ambiente calmo e relaxante para permitir um sono mais reparador. Se está com dificuldade para pegar no sono, veja algumas estratégias naturais para dormir mais rápido e melhor.

  1. Falta de vitaminas ou desidratação

A falta de algumas vitaminas essenciais, como a vitamina B12, ou minerais, como o potássio ou o magnésio, podem provocar espasmos involuntários dos músculos, incluindo as pálpebras. Além disso, a pouca ingestão de água também pode levar a desidratação, que enfraquece os músculos e pode causar os tremores.

Também vale lembrar que pessoas com mais de 65 anos ou que seguem uma dieta vegetariana têm maiores chances de ter falta de alguma vitamina essencial, podendo apresentar mais frequentemente tremores.

O que fazer para parar: aumentar a ingestão de alimentos com vitamina B, como peixe, carne, ovos ou laticínios, assim como tentar beber, pelo menos, 1,5 litros de água por dia. Confira outros sintomas que podem ajudar a confirmar a falta de vitamina B.

Quando ir ao médico

Na maioria dos casos, os olhos tremendo não são sinal de problemas graves e desaparecem em poucos dias. No entanto, é aconselhado consultar um oftalmologista ou um clínico geral quando:

  • Surgem outros sintomas como vermelhidão do olho ou inchaço da pálpebra;
  • A pálpebra fica mais caída que o normal;
  • As pálpebras fecham completamente durante os tremores;
  • O tremor dura mais de 1 semana;
  • O tremor afeta outras partes do rosto.

Nestes casos, o tremor pode estar sendo causado por uma infecção do olho ou problemas nos nervos que enervam o rosto, que devem ser identificados precocemente para facilitar o tratamento.

FONTE: http://www.hosergipe.com.br/blog/o-que-causa-tremor-no-olho/