10 dicas para prevenir a conjuntivite.

Você sabe como prevenir a conjuntivite?
Confira as nossas dicas.

1. Lave as mãos frequentemente com água e sabão.
2. Caso não seja possível lavar as mãos com tanta frequência, tenha por perto álcool em gel.
3. Fique atento para não tocar os olhos depois de pegar em maçanetas ou andar em transporte público.
4. Evite tocar os olhos sem higienizar as mãos.
5. Evite usar maquiagem de outras pessoas.
6. Nunca use lentes de contato de outras pessoas.
7. Nunca use colírios utilizados anteriormente por pessoa com conjuntivite.
8. Não leve seu filho com conjuntivite para a escola até que o quadro tenha se resolvido.
9. Utilize apenas produtos descartáveis para limpeza e realização de compressas na área afetada pela conjuntivite (algodão, gaze ou lenço de papel).
10. Lave, regularmente, lençóis, fronhas e toalhas.

Por que algumas vezes vejo flashes de luzes?

Por que algumas vezes vejo flashes de luzes?

Flashes de luzes podem ser sinal de descolamento (separação) entre vítreo e retina. O vítreo é uma substância gelatinosa transparente que preenche o globo ocular, dando forma ao mesmo(figura 1).

Descolamento de Vítreo

Figura 1: Vítreo

A força exercida na retina quando o vítreo é separado dela pode fazer com que a pessoa tenha sensação de flashes no campo visual lateral. Os flashes podem aparecer e desaparecer durante muitas semanas(Figura 2).

Flashes de luzes

Figura 2: Flashes de luzes

descolamento vítreo-retiniano é um processo fisiológico, ou seja, é comum ocorrer em pessoas mais idosas, em pós-operatórios de cirurgias oculares e após traumas oculares.

Flutuações no vítreo, também conhecidas como moscas volantes são frequentes nestes casos e surgem como pontos, manchas, nuvens, fios ou teias de aranha na visão. Na maioria das vezes, as flutuações são células que podem aparecer e desaparecer, não sendo necessário qualquer tipo de tratamento. O paciente aprende a conviver e tolerar as mesmas através da neuroadaptação visual. (Figura 3 e 4)

Moscas Volantes

Figura 3: Moscas Volantes

Moscas Volantes

Figura 4: moscas volantes

No entanto, se as luzes persistirem, podem ser devido à “buracos ou rasgos” na retina que podem resultar em um descolamento de retina. Os buracos e rasgos são, freqüentemente, reparados com tratamento a laser. O tratamento dos descolamentos de retina necessitam na maioria dos casos de cirurgia.

Recomenda-se na presença de flashes de luzes ou moscas volantes a avaliação de um oftalmologista. O exame determinará se há lesão da retina ou apenas descolamento do vítreo.

Se flashes de luzes são acompanhados por um grande número de manchas escuras ou uma repentina perda do campo visual, marque um exame imediatamente com o oftalmologista.

Presbiopia

presbiopia ou “vista cansada” tem inicio, normalmente,  após os 40 anos. Ler mensagens no celular, no jornal, livros, e a validade de um produto, tornam-se tarefas extremamente difíceis, ou mesmo, impossíveis. Em muitos casos os présbitas começam a esticar os braços sem dar conta de que já estão com a famosa “vista cansada“. Vale lembrar que isso não é doença. Faz parte do envelhecimento do organismo, assim como a pele começa a perder o tônus e os cabelos a ficarem brancos.

presbiopia

Sintomas iniciais da presbiopia

presbiopia

Presbiopia

presbiopia ocorre por uma ineficiência do sistema de acomodação da visão para perto, ou seja o nosso foco automático para perto começa, gradativamente, a perder sua capacidade de acomodação. A piora desta acomodação é progressiva e atinge seu máximo por volta dos 60 anos. A rapidez com que a presbiopia se estabelece varia de uma pessoa para a outra, em função da quantidade e tipo de grau que use para longe. Em alguns casos, quando o indivíduo tem miopia é comum que retire o óculos para longe para conseguir ler de perto.

presbiopia

presbiopia em míope

 

Nenhuma forma de tratamento reestabelece a acomodação natural e todas as formas de correção têm limitações. Os principais tipos de tratamentos são:

  • Uso de óculos para perto ou multifocais, que corrigem a visão para perto e para longe.
  • Uso de lentes de contato multifocais ou monofocais, com monovisão.
  • Correção da visão por laser, com monovisão.
  • Implante de lentes intraoculares, multifocais ou monofocais com monovisão (para pacientes que já apresentam catarata).

Monovisão é a visão funcional de um olho para longe e de outro para perto. A monovisão busca induzir a visão do olho de perto de  -1,50 a -2,0 dioptria, ou grau de miopia, que é suficiente para permitir uma boa visão para perto. Ao mesmo tempo o outro olho é corrigido para visão de longe.

Quando se induz a monovisão, o cérebro passa a fazer a escolha da melhor imagem, vinda de um olho ou do outro, de acordo com a localização do objeto (próximo ou distante).

Já existe tratamento a laser para deixar a córnea com poder multifocal, mas os resultados iniciais devem ser melhor avaliados.

O tratamento multifocal seja através de lentes de contato ou com o implante de lentes intra-oculares no tratamento de catarata são satisfatórios em casos específicos e devem ser testados pelos pacientes antes do tratamento definitivo.

Atualmente a qualidade de lentes de óculos multifocais evoluiu muito e a dificuldade de adaptação reduziu consideravelmente.

Olho seco

Olho seco

Trata-se de alteração na qualidade ou quantidade da lágrima, que umedece, protege, oxigena e limpa o epitélio corneano (membrana que reveste a córnea) e a conjuntiva (membrana que recobre o globo ocular), além de manter a transparência da córnea, essencial à boa visão.

olho seco

OLHO SECO

olho seco ocorre, em 80% dos casos, nos dois olhos ao mesmo tempo. Pode manifestar-se em qualquer época, mas no outono e inverno, pela baixa umidade do ar, tende a se intensificar. Os sintomas do olho seco são ardência, secreção ocular, coceira, queimação, olhos vermelhos e irritados, visão borrada que melhora com o piscar, sensibilidade à luz, desconforto depois de ver televisão e ler ou trabalhar ao computador. Ao exame podem aparecer ceratite puntata.

olho seco

 OLHO SECO – ceratite puntata

Contribuem para o aparecimento do olho seco a utilização excessiva de ar-condicionado, o calor seco, o uso de lentes de contato e a poluição. O olho seco pode estar associado a doenças alérgicas e auto-imunes, como o lúpus,  em que o organismo produz anticorpos que atacam a pele, articulações, rins e outros órgãos fundamentais. O olho seco pode, também, estar resultar do uso de remédios contra hipertensão, distúrbios digestivos, antialérgicos, descongestionantes, antidepressivos, tranqüilizantes e pílula anticoncepcional.

Sem lágrima, os olhos dos portadores de olho seco ficam mais expostos à ação de fungos e bactérias, que podem provocar doenças como conjuntivite – inflamação da conjuntiva – e úlceras na córnea. Olhosressecados favorecem infecções repetidas que tornam a córnea opaca e levam à perda da visão.

A prevenção é a melhor alternativa. Pessoas com os sintomas de olho seco descritos acima devem consultar um oftalmologista. O tratamento do olho seco em fase inicial é simples. Às vezes, basta estimular a produção da lágrima por meio de uma dieta com suplentação de Ômega 3, comum nas sementes de linhaça, nozes e algumas verduras.

Também é indicado colírio substitutivo da lágrima, como os lubrificantes oculares. Outra alternativa, para casos mais graves, é a cauterização de pontos lacrimais para que a lágrima permaneça nos olhos por mais tempo.

 

Todas as informações fornecidas neste website têm caráter meramente informativo, com o objetivo de complementar, e não substituir, as orientações do seu(sua) médico(a).

Plástica Ocular

Plástica Ocular

Plástica Ocular, também conhecida como oculoplástica, é uma subespecialidade da oftalmologia  que cuida da região peri-ocular e frontal, no terço superior da face. Trata de problemas relacionados com às pálpebrasvias lacrimais e órbita. Subdivide-se em dois segmentos:

Plástica Restauradora
: especializada na correção do mau posicionamento das pálpebras e dos cílios, reconstituição cirúrgica de pálpebras traumatizadas, desobstrução das vias lacrimais, tratamento e remoção de tumores palpebrais, tratamento do xantelasmas( manchas amarelas nas pálpebras ) e ptosepálpebra caída ).

Plástica Estética: dedicada a cirurgias para retirada do excesso de pele e bolsas de gordura nas pálpebrassuperiores e inferiores, alem da correção de ptoses leves. A cirurgia estética das pálpebras tem como objetivo valorizar e rejuvenescer o olhar, corrigindo os efeitos do envelhecimento palpebral,  uma vez que estas são responsáveis pelo olhar cansado. A blefaropastia (retirada do excesso de pele da pálpebra) é a cirurgia plástica mais comum da face. Quando bem indicada, com exames pré-operatórios, incluindo os oftalmológicos e avaliação do especialista em plástica ocular, as chances de complicações são raras. 
Há, ainda, tratamentos pouco invasivos para embelezar homens e mulheres no combate dos sinais de envelhecimento da face, como as rugas e a flacidez. Dentre as várias técnicas utilizadas pela medicina estética da face a toxina botulínica ( botox ) tem grande importância, sendo muito segura na manutenção da saúde ocular.

 

Blefaroplastia

plástica das pálpebras, chamada blefaroplastia, é uma cirurgia destinada a remover as bolsas gordurosas palpebrais junto com o excesso de pele e eventualmente de músculo, das pálpebras superiores e inferiores. A blefaroplastia não corrige os “pés-de-galinha” (excesso de pele na lateral da órbita) ao redor de seus olhos, nem levanta a sobrancelha caída. Outros procedimentos podem ser associados para corrigir tais aspectos. A plástica das pálpebras pode melhorar significativamente a face, suavizando a expressão e conferindo um ar mais rejuvenescido e descansado. A blefaroplastia é indicada para homens e mulheres que se encontram em boa condição de saúde, psicologicamente equilibrados e com expectativas realistas em relação à cirurgia. O tratamento cirúrgico, na maioria das vezes, é feito através de cortes no sulco da pálpebra superior e na linha logo abaixo dos cílios na pálpebra inferior, com pequenas extensões laterais acompanhando rugas naturais já existentes. (Figura Blefaro1; Vídeo blefaroplastia)

blefaroplastia

Figura Blefaroplastia 1

 

A pele e músculo excedentes são retirados e a gordura herniada é tratada. No final, a pele é suturada e se acomoda a nova estrutura. (Figura 2)

blefaroplastia

Figura Blefaroplastia 2

Nessa cirurgia, a anestesia é  local com um anestesista propiciando uma sedação para conforto do paciente.

Existe ainda a possibilidade de se realizar a blefaroplastia inferior via transconjuntival para retirada das bolsas de gordura, ou seja sem a necessidade de incisões na pele. (Figura 3; Vídeo blefaroplastia)

blefaroplastia

Figura Blefaroplastia 3

Botox

Também conhecida popularmente como BOTOX ®, um dos seus nomes comerciais mais usados, a toxina botulínica age no músculo levando à sua paralisação, suavizando as rugas de expressão da pele.(figura 1)

Botox

Botox

É um procedimento minimamente invasivo e seus resultados aparecem em 48 horas. As áreas para o uso do botox são as rugas entre as sobrancelhas, as linhas horizontais da testa e as linhas de expressão que surgem ao redor dos olhos ( “pés-de-galinha”).(Figura 2) O botox é excelente para complementar a Blefaroplastia e o Laser de CO2. O tratamento pode ser realizado em todas as idades e em homens e mulheres.

Botox antex

Botox entre as sobrancelhas antes

Botox depois

Botox entre as sobrancelhas depois

botox testa

Botox rugas horizontais frontais antes

Botox testa

Botox rugas horizontais frontais depois

Botox rugas perioculares

Botox em rugas peri-oculares antes

Botox pés de galinha

Botox em rugas peri-oculares depois

Botox homem

Botox em rugas verticais entre as sobrancelhas de homem “antes”

Botox homem

Botox em rugas verticais entre as sobrancelhas de homem “depois”

Quais alimentos fazem bem para os olhos além da cenoura?

É muito comum que esse ensinamento seja passado por várias gerações: o de que comer cenoura é algo que faz bem à saúde ocular.

Isso se deve ao fato de cenouras terem betacaroteno, um tipo de vitamina A que previne a cegueira noturna e contribui para uma retina mais saudável.

Só que você pode ir além da cenoura para garantir uma dieta que ajuda a manter a sua saúde ocular. Fique de olho nessas dicas:

  • Procure sempre ter o hábito de comer peixe, porque é um alimento que traz as melhores proteínas para os seus olhos, como ômega-3.
  • Gosta de açaí? Então a boa notícia é que ele é rico em vitaminas A e C, que protegem a retina da ação dos radicais livres.
  • Você já sabe que frutas são parte obrigatória de uma dieta saudável, e algumas delas são excelentes para os olhos. Frutas cítricas diminuem consideravelmente as suas chances de desenvolver problemas oculares graves como catarata e degeneração macular.