O que NÃO fazer quando temos um objeto estranho no olho?

O que NÃO fazer quando temos um objeto estranho no olho?

Provavelmente você já passou pela situação de estar com um “cisco” nos olhos. Ao piscar, ou mesmo ao olhar para um ponto fixo, surge o incômodo gerado por um objeto estranho no olho. Apesar de a situação ser normal, existem algumas medidas que devem ser tomadas para que o “cisco” não se transforme em lesão.

A primeira delas é manter a calma e não tomar nenhuma medida impulsiva. Um objeto estranho no olho causa incômodo devido ao alto número de terminações nervosas presentes no local, mas o desespero para retirá-lo não ajuda. Caso você consiga ver o cisco, cílio ou objeto dentro do olho, retire-o de forma gentil.

Se houver sangramento ou vermelhidão, nem tente retirá-lo: vá direto a um pronto socorro oftalmológico.

Os machucados na visão podem ser muito perigosos e causar danos permanentes. Por isso, aqui estão algumas indicações do que fazer da próxima vez que você tiver um objeto estranho no olho.

Lave com soro fisiológico

Uma das formas de retirar o corpo estranho dos olhos é lavar com soro fisiológico e ver se ele é removido. Pode ser de qualquer marca e, ainda assim, será melhor que água corrente, por causa do cloro e outras substâncias da água, por mais tratada que seja.

Após a lavagem com soro fisiológico, busque relaxar e permaneça com os olhos fechados por um tempo. Em seguida, abra os olhos e perceba se o problema foi resolvido.

Faça compressas frias

O uso de compressas frias auxilia em casos de inchaço e dores causadas pela irritação. A compressa deve ser pressionada levemente no local e pode ser protegida com uma toalha, já que o contato direto com o gelo pode queimar a pele.

Fique com a bolsa térmica por alguns minutos ou até aliviar a sensação desagradável.

Não use nenhum objeto para remover o cisco

O primeiro ato instintivo é colocar as mãos nos olhos para poder remover o corpo estranho. Mas lembre-se que as mãos carregam bactérias e podem prejudicar ainda mais a situação.

Da mesma forma que não devemos colocar as mãos, não devemos utilizar nenhum objeto para tentar aliviar o incômodo. Panos, cotonetes, algodão ou qualquer outro instrumento que, aparentemente, pode auxiliar na remoção, também pode piorar o corrido e deixar vestígios na visão.

Não custa reforçar que o olho é um órgão sensível e merece atenção para não ser atingido. Qualquer deslize pode causar ferimentos graves.

Tem um objeto estranho no olho? Procure um oftalmologista!

A melhor recomendação é buscar um profissional, mesmo que o desconforto causado pelo objeto estranho no olho seja pequeno. Tudo que pode comprometer sua visão deve ser avaliado por um especialista no assunto. Ele pode optar por um colírio adequado à observação de possíveis ciscos presentes na região ocular.

O oftalmologista também é capaz de avaliar o melhor método para realizar a remoção, e dizer se existe a necessidade de algum tratamento complementar.

Os casos mais simples, como grãos de areia ou poeira, são facilmente solucionados. Contudo, existem casos mais graves, como cacos de vidro, que podem causar problemas maiores e, por isso, devem ser avaliados com urgência por um médico.

FONTE: https://www.coa.com.br/o-que-nao-fazer-quando-temos-um-objeto-estranho-no-olho/