Como usar colírio?

Como usar colírio?

Antes de aplicar o colírio:

• Lave bem as mãos.
Esse hábito evita a contaminação dos olhos e do frasco de colírio.

• Confira a embalagem
O medicamento que você pegou é realmente o colírio receitado? Muitas vezes as embalagens são iguais, mas os medicamentos têm ações muito diferentes.

• Confira a validade do colírio
Qualquer medicamento fora do prazo de validade pode trazer danos à saúde.

• Siga as instruções da bula
Se houver instruções para agitar, por exemplo, não deixe de fazer isso. Alguns medicamentos precisam ser sacudidos para garantir a dosagem correta.

Como aplicar o colírio:

• Levante um pouco a cabeça, olhando para cima;

• Puxe delicadamente a pálpebra inferior para baixo com o dedo indicador. Assim, você formará uma “bolsa”, para receber o colírio;

• Pingue uma gota cheia do colírio na bolsa formada ao puxar a pálpebra inferior para baixo;

• Não encoste o bico do conta-gotas nos cílios, nas pálpebras ou nos olhos para evitar que o frasco fique contaminado;

• Depois de cada gota aplicada, pressione por cerca de um minuto o canto interno do olho (próximo ao osso do nariz) ou feche os olhos suavemente por 2 minutos. Com isso, você evita que o colírio escorra;

• Antes de abrir seus olhos, seque com um lenço lágrimas e gotas não absorvidas;

• Retire as lentes de contato antes de usar colírio que não seja indicado para uso específico com elas. Só as coloque novamente depois de 15 minutos do uso do colírio.

Dicas importantes para uso de colírio:

• Para evitar contaminação, o mesmo frasco de colírio não deve ser usado por mais de uma pessoa;

• Se seu oftalmologista prescrever dois ou mais colírios diferentes, dê um intervalo de 15 minutos entre eles para que cada um possa fazer seu efeito;

• Siga as instruções da bula para armazenamento do colírio. Alguns precisam ser guardados em geladeira, mas a maioria só requer local fresco, seco e protegido da luz;

• Alguns colírios podem ser muito perigosos se usados sem receita médica. Não siga sugestões de vizinhos, parentes ou vendedores;

• Assim como os outros medicamentos, colírios podem causar efeitos colaterais, como alucinações, crises de broncoespasmo (falta de ar), alteração de batimentos cardíacos, tontura, desmaios e alergias. Na presença de qualquer um desses sintomas, entre em contato com seu oftalmologista.

Seguindo essas dicas você garante uma aplicação muito mais segura para a saúde dos seus olhos e mais efetividade para o seu tratamento. E fique de olho! Se o colírio que você está utilizando não está aliviando os sintomas apresentados, entre em contato com seu oftalmologista.

fonte: https://www.maispfizer.com.br/node/1386